Campos mantém fase vermelha e flexibiliza abertura de bares e restaurantes

Compartilhe esta matéria!
16 de abril de 2021
Escrito por: Redação

O Vice-Prefeito Frederico Paes, em reunião eletrônica nesta sexta-feira (16) do Gabinete de Crise de Combate à Covid-19, apresentou à sociedade civil dados epidemiológicos sobre o impacto das medidas restritivas de circulação, que levaram à redução da transmissão do vírus e do número de pessoas em fila de espera. O município permanecerá na fase vermelha, com flexibilização gradual de setores como o de bares e restaurantes. As novas medidas serão publicadas em edição de hoje do Diário Oficial do Município para vigorar a partir de segunda-feira (19).


Frederico Paes conduziu a reunião, representando o Prefeito Wladimir Garotinho, que se encontra em agenda oficial no Rio de Janeiro, com o governo estadual, para buscar convênios e recursos para o município no combate à Covid. Recentemente, Frederico fez visita ao CCCC onde há jovens entubados, pessoas na faixa de 30, 40 anos, sem comorbidades, com risco de mortes. Frederico falou da importância de alertar a população, com apoio das entidades, sobre a necessidade de distanciamento social, uso de máscaras entre outras medidas.


“Tem sido uma dificuldade muito grande a de adquirir esses leitos, com o Brasil todo disputando equipamentos, insumos. Até domingo deverão ser abertos mais 10 leitos de UTI e mais 20 leitos de clínica médica no CCCC (Centro de Combate e Controle ao Coronavírus), na Beneficência Portuguesa”, informou o Vice-Prefeito.


O subsecretário de Atenção Básica, Vigilância e Promoção da Saúde, Charbell Kury, detalhou que a “primeira parte da guerra está sendo vencida aos poucos”, com achatamento das curvas e com projeções do algoritmo matemático indicando estabilização. “A doença não acabou, é preciso tornar a vigilância ainda mais sensível, apesar do cenário de transmissão estar reduzindo aos poucos. O momento é o de continuar o ritmo de flexibilizações, mas mantendo responsabilidades, com medidas de mitigação e vacinação acelerada. A terceira onda poderia ter sido muito mais forte se não tivéssemos feito o trabalho de conscientização, de vigilância e de restrições”, enfatizou Charbell.


O acerto do município em sua estratégia conjugada de protocolos sanitários e vacinação, esta dependente das doses centralizadas e enviadas pelo Ministério da Saúde, impactou na redução dos óbitos nas faixas de prioridade da imunização, aponta Charbell. Ele citou que em janeiro, na faixa etária de 70 anos ou mais, foram 29 mortes e agora, abril, apenas 5 mortes por Covid.
O secretário de Saúde, Adelsir Barreto, observou que o momento ainda é de alerta e prontidão, com o Prefeito Wladimir Garotinho e o Vice Prefeito Frederico Paes atuando intensamente para obter mais leitos, medicamentos de kit intubação e vacinas. “Penso que devemos ter consciência para manter a vigilância, com distanciamento, uso de máscaras, lavar as mãos, não só para cair o número de infectados, mas para salvar vidas”.


O subsecretário de Saúd,e Paulo Hirano, lembrou que “é doloroso tomar as medidas, mas mais doloroso do que as medidas restritivas é ver as pessoas morrendo. Nós sabíamos que após três semanas teríamos o achatamento dessa curva e poderemos ter nas próximas 2 semanas a manutenção dessa queda, desde que a população entenda a sua responsabilidade. Além da vacinação, que mostrou a sua eficiência, com a queda da mortalidade na faixa etária em que iniciou, as medidas de segurança vão contribuir para manter as pessoas vivas. Precisamos manter o distanciamento social, uso obrigatório de máscaras, higienização das mãos, com a sociedade devendo ter a sua responsabilidade para manter a cidade funcionando. Sempre que há flexibilização, as pessoas se empoderam de sua liberdade e acham que podem fazer tudo e não é assim”, ressaltou.


Participaram da reunião do Gabinete de Crise, ainda, o promotor Marcelo Lessa, o defensor público Lúcio Campinho, vereadores, representantes de setores produtivos como ACIC, CDL, CARJOPA e Liga Gastronômica e equipe técnica da Saúde Municipal.

Fonte: PMCG / Foto Reprodução PMCG