Secretaria estadual de Saúde informou que foi descartado na noite desta quarta-feira o único caso suspeito de coronavírus no Rio de Janeiro. Não foi divulgado, no entanto, o local onde o paciente estava internado e nem para qual local da China teria viajado.

De acordo com o último levantamento divulgado pelo Ministério da Saúde, eram nove casos suspeitos de coronavírus sendo monitorados. Os pacientes são do Rio de Janeiro, três de São Paulo, dois em Santa Catarina e Minas Gerais, Paraná e Ceará, cada um com um caso.

O Ministério da Saúde informou que todos os pacientes apresentaram sintomas que se enquadram na definição atual da Organização Mundial da Saúde (OMS), como febre e pelo menos um sinal respiratório, e estiveram na China, onde a contaminação começou. Ao todo, o Ministério recebeu 33 notificações, mas somente nove foram confirmadas como suspeitas de coronavírus.

Segundo o protocolo do Ministério de Saúde, os casos suspeitos graves serão encaminhados a um hospital de referência do estado. A lista dessas unidades ainda será divulgada pela pasta. O Ministério da Saúde também informou que será publicado na quinta-feira um decreto que recria um grupo interministerial para emergência de saúde pública. Ele tinha sido criado em 2005 para a preparação de uma pandemia de gripe, mas depois foi desativado. Segundo a pasta, na prática, a equipe já está funcionando.

Os casos divulgados pelo Ministério da Saúde são de pessoas que apresentaram febre e pelo menos um sinal ou sintoma respiratório, como tosse ou dificuldade para respirar. Eles se enquadram na atual definição de caso suspeito para o nCoV-2019 (o novo coronavírus), estabelecida pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Além disso, para ser considerado um caso suspeito, é preciso que a pessoa tenha estado na China nos 14 dias anteriores ao aparecimento dos sintomas. Anteriormente, o Ministério da Saúde levava em conta pessoas vindas de duas províncias chinesas com transmissão local. Agora, está considerando todo o país.

Fonte: Extra
Foto: Reprodução Internet