O Goytacaz por muito pouco não conquistou o acesso à Série A do Campeonato Carioca. A equipe comandada por João Carlos Ângelo acabou saindo na semifinal para o Friburguense e deu adeus ao sonho. Fora das quatro linhas, os problemas foram maiores ainda. A clube de Campos chegou a fechar quatro meses de salários atrasados que, obviamente, gerou grande insatisfação do elenco.

Com o término da participação na competição, o Goytacaz, através do vice-presidente Marcelo Santiago, divulgou nota explicando os problemas que teve, já que, de acordo com ele, perderam o apoio de empresas e do município. O texto ainda pede mais algum tempo aos jogadores, para que o clube possa correr atrás do valor necessário para arcar com todas as pendências.

Confira a nota na íntegra:

“O INÍCIO

O Goytacaz Futebol Clube começou sua caminhada após a queda para Série B1 sem qualquer expectativa de se montar um time devido a falta de credibilidade financeira. Com a ajuda do professor João Carlos foi montado um grupo forte e de uma união respeitável. Antes desta montagem tínhamos duas empresas e uma promessa do governo municipal onde teríamos como bancar os pagamentos normais. Infelizmente, com a desculpa da crise nacional, não tivemos esses apoios e, portanto, tivemos que fazer a correria de novos parceiros durante o campeonato.

PAGAMENTOS

Não estamos fugindo das nossas obrigações, mas fazer a procura de novos investidores durante um campeonato tão forte é uma missão quase impossível e a intenção de toda a diretoria é cumprir com esta meta. Há jogadores que estão com o pagamento quase quitado mas que não cabe aqui falarmos e outros sim com os pagamentos bastante em aberto. Mas solicitamos à eles que nos dessem um prazo de 45 dias para que pudéssemos fazer os pagamentos em aberto e quitar com todos visto o fim do campeonato e sem a pressão diária do compromisso financeiro do próximo jogo. Mais uma vez reafirmo que não fugiremos de nossas obrigações.

DO FUTURO

Infelizmente não conseguimos o acesso, mas agora temos seis meses para estruturar tudo para que o Goytacaz tenha um ano vitorioso tanto no Estadual quanto na Copa Rio que vamos buscar a vaga na Série A e em uma competição nacional.

Daqui a 2 meses esperamos lançar o sócio torcedor do clube, faremos o balanço do clube e a projeção financeira para que  o problema acontecido neste campeonato não se repita.

O Goytacaz é grande, o Goytacaz é forte”

 

 

 

 

 

 

Fonte: FutRio
Foto: Reprodução Jhonathan Jeferson (FutRio)