O prefeito Rafael Diniz inaugurou, nesta quinta-feira (14/03), o Centro Integrado de Segurança Pública (CISP) de Campos, que conta com uma central de monitoramento com cerca de 90 câmeras de tecnologia avançada. O centro, implantado pela Prefeitura de Campos a partir de parcerias, vai contribuir para a integração das forças de segurança no município — Corpo de Bombeiros, Guarda Civil Municipal (GCM), Polícia Militar, Polícia Civil e Polícia Rodoviária Federal (PRF), Defesa Civil Municipal, Instituto Municipal de Trânsito e Transportes (IMTT) — oferecendo à população maior sensação de segurança.

O CISP faz parte de um dos eixos do Plano Municipal de Segurança Pública — apresentado a autoridades e à sociedade civil organizada — e que com ações preventivas e inteligentes visa reduzir os índices de criminalidade, inibindo a violência e auxiliando os Serviços de Segurança Pública na investigação e solução de delitos. O Centro Integrado de Segurança Pública traz ainda um grande diferencial: o projeto Campos + Segura que inclui a participação da população que pode integrar suas câmeras de segurança ao CISP.

Neste primeiro momento, o CISP possui 90 câmeras instaladas em pontos estratégicos do município, como as rodoviárias Roberto Silveira e Shopping Estrada, além de vias com grande circulação de pessoas e que estão interligadas a servidores com desenvolvimento no programa Milestone (usado mundialmente para monitoramento urbano). O centro está sob responsabilidade da superintendência de Paz e Defesa Social e é operado, 24 horas, por guardas municipais.

— Quando assumimos a gestão, falamos que o município não se ausentaria do debate sobre segurança pública. Enquanto município temos que assumir nossa responsabilidade de integrar as forças policiais e ofertar segurança à nossa população. Hoje, não estamos falando apenas de câmeras, estamos falando de uma central de monitoramento. Este espaço é das polícias Civil e Militar, Corpo de Bombeiros, Guarda, Defesa Civil, é de todos os órgãos de segurança pública da nossa cidade. Um agradecimento especial à promotora de Justiça Maristela Farias. No primeiro ano de governo, durante reuniões para implantação do CISP recebemos o coronel Rodrigo Ibiapina que veio mostrar o modelo de Volta Redonda e agora está aqui conosco, comandante do 8º BPM. No dia de hoje, aproveitamos para lançar o projeto Campos+ Segura, integrando a população. O verão em Farol de São Thomé foi um grande sucesso e pra isso tivemos parceiros. Assim convidamos a sociedade para integrar suas câmeras as que já existem aqui na central. Desde o início do nosso governo, aumentamos de oito para 90 câmeras e com a população neste projeto podemos crescer mais — frisou o prefeito Rafael Diniz que esteve acompanhado da vice-prefeita, Conceição SantAnna.

Os equipamentos são de tecnologia avançada com resolução HD 720P e controle de movimentação, de dentro da central, que permite o giro em 360 graus. Em janeiro, as câmeras flagraram o acidente, na Avenida Senador Tarcísio Miranda, envolvendo um caminhão que tombou na pista e em seguida pegou fogo.

— A Central está funcionando desde o final do ano passado, em caráter experimental, para todos os ajustes necessários e a nossa intenção é que os órgãos de segurança atuem dentro do CISP. No caso desse acidente, de imediato nossos controladores identificaram o tombamento e sua proporção. Com isso acionamos o Corpo de Bombeiros que se dirigiu ao local com informações precisas sobre o ocorrido e evitamos danos maiores. O CISP também foi determinante na realização do Alô Farol 2019. Pela primeira vez na história do verão em Farol de São Thomé tivemos uma temporada sem registros de violência e isso foi possível, também à atuação em conjunto da Guarda, Polícia Militar e Polícia Rodoviária Estadual — frisou o superintendente de Paz e Defesa Social, Darcileu Amaral.

O Plano Municipal de Segurança Pública prevê alcançar mil câmeras de segurança na cidade, através de parceria com a comunidade. O Plano inclui ainda auxílio da GCM à PM no registro de ocorrências, aumento no Policiamento Comunitário, fortalecimento na Ronda Escolar, criação do Fundo de Segurança Pública, com um Conselho Municipal de Segurança, e um Sistema Único de Atendimento, com GPS nos veículos para monitoramento do sistema, entre outras medidas.

— Muitas destas medidas já estão em prática e iremos, gradativamente, estruturando o sistema. Este é um plano que poderá sofrer correções de acordo com as observações, mas o importante é dar o primeiro passo. Temos que educar a criança hoje para não ser preciso corrigir o jovem amanhã — concluiu Darcileu.

Além de autoridades da área de segurança pública e representantes da CDL, Acic, Carjopa e Firjan, também estiveram presentes à solenidade os vereadores: Paulo Arantes, Cláudio Andrade, Fred Machado, Silvio Martins, José Carlos, Abu, Paulo César Genásio, Marcelo Perfil, Jairinho e Alonsimar.

DEPOIMENTOS DE AUTORIDADES SOBRE O CENTRO INTEGRADO DE SEGURANÇA PÚBLICA (CISP):

* Coronel Marco Aurélio Vollmer, do 6º Comando de Policiamento de Área (CPA) – “Adotar esse modelo em Campos foi uma iniciativa muito feliz do prefeito, porque a união entre Guarda Civil de uma cidade e Polícia Militar é imprescindível nos dias de hoje diante da demanda criminal, embora tenhamos registrado nos últimos meses uma diminuição dos índices que o município apresentava. Com a sala de vídeo monitoramento, essa integração que já existia vai aumentar ainda mais, com resultados cada vez mais positivos e a minha expectativa é reduzirmos ainda mais os índices de criminalidade, porque a resolução das câmeras é muito boa, elas conseguem identificar placas de carros, identificar rostos, por exemplo — frisou Vollmer.

* Tenente-coronel Rodrigo Ibiapina, comandante do 8º BPM/Campos – “Esse investimento é de suma importância na área da Segurança Pública. O aporte em câmeras para a Polícia Militar, Guarda Municipal, Polícia Civil, Defesa Civil, até mesmo para central de ambulâncias da Prefeitura, tem papel fundamental. O policial militar que já trabalha em conjunto com a Guarda pode, por exemplo, visualizar imagens de casos suspeitos e antecipar abordagens, evitando crimes. Há importância também no sentido reativo. Após o acontecimento de um crime, essas imagens podem ser resgatadas e encaminhadas à Polícia Civil, que assim terá maior facilidade na identificação dessas pessoas. É uma iniciativa fundamental para a melhoria da Segurança Pública. O prefeito Rafael Diniz viu com muitos bons olhos o Centro, o que vai agilizar o atendimento emergencial de pronta resposta à população. GCM e PM trabalhando de forma integrada, prestando esse serviço de forma célebre à comunidade”.

* Coordenador da 6ª Região Integrada de Segurança Pública (Risp), Geraldo Rangel – “A segurança pública depende de tecnologia. Esse é um projeto que vem sendo estudado há um certo tempo E hoje é um dia a ser comemorado. A Central vai auxiliar muito tanto a Polícia Civil quanto as demais forças de segurança no dia a dia. Uma câmera faz o trabalho de vários policiais. É possível, por exemplo, utilizar esse recurso para descobrir o trajeto de um determinado veículo”.

* Comandante da Guarda Civil de Campos, Fabiano Mariano – “Monitoramento não é para inibir crimes somente, é para acompanhar o dia a dia da sociedade, facilitar o socorro, identificar a melhor rota. Um Centro Integrado como este, com Polícia Militar, Guarda Municipal, Polícia Civil, Bombeiros, Defesa Civil e IMTT mostra a cada dia a integração desses órgãos de segurança para a evolução da cidadania dentro do município. A Guarda tem um efetivo 24 horas monitorando a região central, o litoral e outras áreas da cidade e, assim, vão também agregar serviço ao monitoramento para, de acordo com a necessidade, acionar o órgão competente”.

* Coordenador da Defesa Civil Municipal, Major Edison Pessanha – “É uma ótima iniciativa, pois será através dessas câmeras que teremos melhor agilidade no atendimento, ajudando prevenir, identificar pontos de alagamentos e possíveis acidentes naturais, na qual que esses equipamentos irão colaborar para que o órgão oriente melhor a população na prevenção de qualquer desastre natural”, destacou o major.

* Acyr Bueno, vice-presidente do IMTT – “Para o IMTT, há dois segmentos na utilização desse monitoramento. Primeiro, na fiscalização do transporte público. Estaremos observando todos os ônibus e vans da cidade, e poderemos ter melhor controle nesse trabalho. O segundo ponto fica relacionado aos semáforos. Será possível diminuir o tempo de resposta nesse serviço. Reduzir os custos com veículos, – em combustível por exemplo -, nas rondas diárias pelo município, agindo de forma mais inteligente. Verificamos também junto à Guarda, áreas de estacionamentos, estudando índices de multas e acidentes, para que possamos atuar nesses locais, com sinalização, e também a regulamentação destes estacionamentos”, enumerou Acyr.

 

 

 

 

 

Fonte e Foto: Supcom PMCG