O mamógrafo móvel da Prefeitura de Campos já marcou mais de 1 mil exames em um mês. Estacionado no Jardim Carioca nesta semana, o veículo já passou por Santa Maria, Morro do Coco e Travessão desde o dia 20 de outubro para atender a demanda reprimida de mamografias em todo o município.

Segundo dados da Secretaria Municipal de Saúde, foram exatamente 1.096 exames marcados para pacientes de 14 localidades na Região Norte do município. Em Travessão último distrito estacionado foram marcados 375 exames.  

Depois de rodar pela região, nesta semana, o mamógrafo móvel está atendendo moradoras do Jardim Carioca e de bairros próximos, como Vicente Dias, Cidade Luz, Calabouço e até de locais mais distantes como Nova Brasília e Parque Esplanada. O atendimento está sendo realizado de 8h às 20h. O caminhão está estacionado na avenida Francisco Lamego, em frente à Praça da Igreja Santo Antônio, e ficará no local até a próxima terça-feira (26/11). 

O secretário de Saúde, Abdu Neme, acompanhou nesta sexta-feira (22), algumas pacientes agendadas que realizaram o exame no caminhão e anunciou que a próxima parada será no presídio feminino Nilza da Silva Santos. 

— Estamos tendo um retorno da população muito bom. É um exame preventivo de extrema necessidade para as mulheres. Nosso objetivo é reduzir ao máximo a fila e combater essa doença que tende a crescer em mulheres a partir dos 40 anos. Juntamente com o prefeito Rafael Diniz, temos o compromisso de reforçar e estruturar a saúde em todo município.

Após a estada aqui o caminhão vai ficar alguns dias no presídio feminino onde existe a demanda de exames para 127 mulheres — anunciou o secretário e presidente da Fundação Municipal de Saúde (FMS).   

Moradora do Parque Esplanada, a dona de casa Patrícia Pessanha da Silva Henriques, de 50 anos, contou que marcou o exame na UBS do bairro e recebeu a mensagem de SMS confirmando o procedimento. “O mamógrafo móvel veio em boa hora. Com essa medida desafoga os hospitais e realizando o exame nós ficamos prevenidas do câncer de mama”, falou Patrícia. Somente nesta sexta-feira foram realizados mais de 25 exames em mulheres com mais de 40 anos.

Fonte Foto: Supcom PMCG