Os cinco vereadores da bloco de Oposição, o vereador Eduardo Crespo, se reuniram na tarde desta segunda-feira(06/01) na Câmara de vereadores e decidiram ponderar na questão que impediu a votação da LOA (Lei Orçamentária Anual) para o exercício 2020.

Na LOA encaminhada em dezembro de 2019 para a casa de leis, o prefeito pediu autorização para remanejar até 30% do Orçamento do exercício 2019, mas os vereadores da Oposição apresentam nesta terça-feira (07/01) Emenda com proposta de 20%.

Durante a reunião, que foi realizada entre o vereador Cabo Alonsimar, e os vereadores Renatinho do Eldorado, Álvaro Oliveira, Josiane Morumbi e Eduardo Crespo, que foram unânimes ao considerar que não é possível confiar no governo de Campos.

“Não da para aprovar remanejamento de 30% do Orçamento 2020, com base na desastrada gestão do orçamento 2019, enfatizou o vereador Cabo Alonsimar.

O vereador Eduardo Crespo pediu pelo bom senso. Após a reunião ele declarou que é preciso abrir o orçamento para que a Prefeitura possa fazer a máquina pública funcionar.

“Não temos interesse em engessar o orçamento porque isso prejudicaria a Prefeitura executar serviços importantes para a população. Por isso, decidimos em consenso aprovar remanejamento em 20% que é suficiente para as demandas que possam surgir no decorrer da aplicação do orçamento”, explicou.

O vereador Renatinho do Eldorado ponderou: “Nós entendemos que a intenção do prefeito de remanejar 30% do Orçamento 2020 era fora de propósito. Avaliamos a necessidade de abrir o orçamento para que a população não fique prejudicada pela falta de recursos e decidimos flexibilizar. Apresentamos nossa decisão ao presidente da Câmara, Fred Machado, com proposta de remanejamento de até 20% do Orçamento e vamos apresentar a Emenda na Secretaria da Casa nesta terça-feira para iniciar o trâmite para que junto com os demais vereadores possamos fazer a votação, que particularmente acredito que será aprovada por todos”, disse.

As Emendas devem ser apresentadas nesta terça-feira (07/01) e quarta-feira (08/01), com a realização de sessões ordinárias. Após o trâmite na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) provavelmente a LOA 2020 deverá ser votada até sexta-feira em sessão extraordinária.

Fonte: Direto da Redação
Foto: Reprodução Internet