Olá mamães gestantes, tudo bem? E aí, como está sendo esta procura da escolha das roupinhas? Já descobriu o sexo do bebê? Se não, aposte em tons neutros, unissex e não deixe para última hora. Eu fui fazendo assim, na gravidez da Larah, fui apostando em bodys, blusinhas e calças em tons amarelos, verdes, brancos, até conseguir descobrir o sexo e correr para os vestidos!  Confira as dicas!

Algumas roupinhas parecem irresistíveis, mas comprar por impulso nunca é a melhor solução.

Antes de começar a preparar o enxoval do bebê que está para chegar, faça as contas e veja em qual estação ele vai nascer, assim você evita comprar roupas que não vão sair do armário.

Leve em consideração que os bebês logo que nascem ganham muitas roupinhas de amigos e familiares que vão visitar. Então, se segure e compre apenas alguns itens, de preferência bodys de mangas longas e curtas e conjuntinhos pagão que são mais difíceis de ganhar. Para o recém-nascido, duas ou três roupinhas de passeio em tamanho RN (recém-nascido) bastam. Logo ele vai passar a usar tamanhos maiores.

As roupinhas de bebê são muito pouco usadas e por isso a corrente de doações funciona muito bem. Considere as roupas doadas por primos e amiguinhos mais velhos. Normalmente essas peças chegam em ótimo estado e parecem novas. Aliás, roupinhas de festa são uma ótima “herança” para os bebês. Converse com suas amigas e veja o que pode aproveitar para o enxoval do seu filho.

Se você se organizar, durante os nove meses de gravidez você pode pegar um ou dois períodos de liquidação. Essa é uma ótima oportunidade de fazer o enxoval.

Mesmo depois de o bebê nascer, as promoções continuam a ser um bom negócio, afinal, roupa de bebê não segue muito modismo.

 

 

 

Colunista:  Vanessa Nascimento (Jornalista)
Fonte: Guia do Bebê
Fotos: Reprodução Internet