A costureira Elizabeth de Oliveira Bernardo, de 61 anos aproveitou a quarentena do Covid-19, o novo coronavírus, para fazer um gesto de solidariedade.

Uma máquina de costura parada, pedaços de tecido e vontade de ajudar. Estas foram as ferramentas escolhidas pela costureira. Elizabeth começou fazer máscaras de tecido, para doar. A ideia é proteger pessoas do grupo de risco, que tenham algum problema de saúde.

Segundo o Ministério da Saúde já existem 1.546 casos confirmados no país e 25 mortes. Só no estado do Rio são 186 casos confirmados e três mortes. A recomendação, é que as pessoas fiquem em isolamento domiciliar, evitem sair de casa e só saiam, em caso de extrema necessidade ou quem precisa ir até ao trabalho.

Dona Beth, como é conhecida, é moradora de Guarus e começou na semana passada a produzir as máscaras e já até perdeu o controle, de quantas já doou. Ela conta que ela mesma vai levar o que produziu no Hospital Escola Álvaro Alvim, em um asilo e em outras entidades filantrópicas de Campos.

“Estas foram algumas, isso fora as pessoas que vêm buscar na minha casa, depois que minha filha postou no Whatsapp, informando que eu estava doando”, afirma.

Mas segundo Dona Beth, a ideia é doar as máscaras, para pessoas do grupo de riscos e que tenham algum problema de saúde.

“Eu senti um desejo no meu coração de fazer essas máscaras e com esse gesto de solidariedade, eu estou me sentindo muito feliz em poder ajudar”, explica.

Ainda segundo a costureira, muitas pessoas ligaram pra comprar, mas ela alegou que não está vendendo.

“Eu não quero me aproveitar da situação pra cobrar por nada. Apenas quero contribuir da maneira que eu posso, fazendo tanta gente feliz, porque nem todos têm como comprar uma máscara”, garante.

Para ela, a felicidade das pessoas ao receberem as máscaras, não tem preço. “Você não tem noção, de quando eu entrego as máscaras, a felicidade de quem recebe e isso não tem preço. Quando eles falam: “Deus te abençoe”, isso vale mais que qualquer valor das máscaras”, finaliza.

Reportagem: Vanessa Nascimento / Foto: Arquivo Pessoal