O Tribunal de Justiça do estado do Rio (TJ-RJ) lança nesta segunda-feira (12/08) um projeto que usará cabeleireiros e outros profissionais de beleza para conscientizar e esclarecer vítimas de violência doméstica. Batizado de Mãos Empenhadas Contra a Violência, o programa é uma parceria do TJ-RJ com o Senac-RJ e o Sesc-RJ.

A meta da iniciativa é qualificar 2000 pessoas até 2020. A ideia é que elas estejam aptas a ouvir e apoiar as vítimas de violência de gênero, oferecendo orientações com base nos princípios da Lei Maria da Penha. O começo das atividades do projeto acontece na próxima segunda-feira, quando cerca de 120 trabalhadores de maquiagem, depilação e outras áreas receberão capacitação para atuarem como multiplicadores de conhecimento.

Palestras, debates, oficinas, esquetes teatrais e outras atividades vão compor a grade de programação do curso. Além do Senac-RJ e do Sesc-RJ, o o Conselho Estadual dos Direitos da Mulher (Cedim RJ) e o Sindicato dos Institutos de Beleza e Cabeleireiros de Senhoras do Rio de Janeiro (Sinbel) são parceiros do TJ-RJ no programa.

 

 

 

Fonte: Extra
Foto: Reprodução Internet