Os detentos do Presídio Carlos Tinoco da Fonseca, ficarão temporariamente sem receber as visitas de seus familiares.

A decisão da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), foi tomada depois que um preso foi diagnosticado com meningite bacteriana.

O preso que teve a doença confirmada está em isolamento na UTI e o quadro de saúde dele inspira cuidados.

Um outro detento que também foi encaminhado para unidade com os mesmo sintomas, passou por exames mas não foi diagnosticado com a doença. Ele recebeu medicamento de forma preventiva e o estado de saúde dele é estável.

Ainda segundo a Seap, os detentos e servidores que tiveram contato com o preso também estão recebendo o tratamento preventivo de quimioprofilaxia.

 

 

 

 

Nota do HFM:
O primeiro paciente da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (SEAP), que chegou ao Hospital Ferreira Machado (HFM) na última sexta-feira (10/05), teve confirmada meningite meningocócica nesta segunda-feira (13/05).  Quadro do paciente é estável. A doença é tratada com antibióticos.
 
Já o segundo paciente  da SEAP foi recebido no HFM no sábado (11/05) e exame realizado não apontou diagnóstico de meningite, mas, ainda assim, ele também recebeu os procedimentos relativos à quimioprofilaxia, como medida preventiva.

Fonte: Direto da Redação
Foto: Reprodução Internet